Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

Diferenciais do Fluxo de Aprendizagem no EAD

Será que existe alguma diferença no fluxo de aprendizagem no EAD e no ensino presencial?

Quando um aluno entra no fluxo de aprendizado muitas vezes nem percebe que está operando de forma praticamente automática. Isso acontece porque com um alto engajamento se estuda com o máximo de foco, ignorando todas as outras coisas ao seu redor que podem atrapalhar essa experiência.

O responsável por essa teoria é o psicólogo Mihaly Csikszentmihalyi, de acordo com ele “o fluxo é um estado de envolvimento profundo em algo, desse modo, as demais coisas parecem não importar”.

Certamente, esse estado pode ser extremamente benéfico para a aquisição de novos conhecimentos e absorção dos conteúdos. Sendo que, qualquer um pode aproveitar as vantagens, seja em ambiente educacional ou corporativo, crianças aprendendo na escola ou colaboradores realizando o treinamento em uma empresa.

No artigo de hoje nós vamos apresentar os diferenciais do fluxo de aprendizagem aplicado ao EAD, ou Ensino Digital, como também é chamado. Continue a leitura e confira!

Fluxo de aprendizagem EAD na Educação Corporativa

As empresas que se preocupam com o treinamento e desenvolvimento dos seus funcionários podem utilizar o fluxo de aprendizagem EAD para tirar vantagem, obtendo assim o máximo proveito dos cursos para que os alunos aprendam com maior eficácia e reduzam as lacunas de conhecimento.

Mas para que isso aconteça, é preciso que os colaboradores estejam envolvidos, possibilitando assim que entrem no “estado de fluxo”. Dessa forma, percebe-se a importância de investir em uma cultura de aprendizado, mostrando aos profissionais a importância do ensino e como isso vai agregar na sua vida profissional e pessoal.

Sem isso, é pouco provável que a equipe entre no fluxo de aprendizagem. Em treinamentos presenciais é mais difícil que isso aconteça, levando em consideração que as aulas são ministradas em grupos, e há diversas barreiras como timidez, desatenção, um funcionário que quer ter mais destaque que o outro etc.

Utilizando o digital, as chances de um colaborador entrar no fluxo são muito maiores, tendo em vista que ele pode assistir as aulas no momento em que for mais conveniente, no local eu for mais agradável e sem a interrupção ou vigilância constante de seus supervisores.

Além disso, as ferramentas utilizadas na educação digital tornam as aulas muito mais atrativas e interativas. Isso certamente proporciona maior envolvimento e motivação dos alunos para o consumo dos conteúdos.

Como exemplo podemos citar os sistemas de recompensas por evolução, gamificação, realidade virtual, vídeos e outros.                                                                                                                                                    

Por fim, quando a instituição consegue atingir esse objetivo, é possível obter inúmeras vantagens, tanto para os profissionais quanto para a empresa como um todo. Conheça abaixo os diferenciais do fluxo de aprendizagem no EAD.

4 diferenciais do fluxo de aprendizagem no EAD

Apesar de não ser possível garantir que um funcionário entre no estado de fluxo, pode-se utilizar boas práticas que aumentam consideravelmente as chances de que isso aconteça. Veja como o ensino digital promove isso:

1.      Por meio de materiais relevantes e atualizados:

É certo que não é possível atualizar com tanta frequência os materiais didáticos impressos, como livros e apostilas, por exemplo. Com isso, muitas vezes os conteúdos do treinamento aplicado ficam ultrapassados, e isso acaba impactando futuramente nos resultados da organização.

Já o fluxo de aprendizagem EAD se dá por meio de materiais frequentemente revisados e aprimorados para atender as necessidades tanto da empresa quanto de cada indivíduo que esteja estudando.

Além disso, os custos para atualizar um conteúdo digital é muito menor se comparado ao impresso.

2.      Com aulas atrativas e pensadas na experiência do aluno

É fato que o conteúdo de um material é muito importante, e ele precisa ser de qualidade para que o treinamento seja benéfico e traga resultados significativos. No entanto, os conteúdos impressos, por mais que possuam excelência e sejam indispensáveis, muitas vezes não são atrativos.

Por outro lado, o ensino digital é elaborado especialmente para aumentar o engajamento dos alunos. São utilizadas diferentes ferramentas, recursos e profissionais, tais como os designers instrucionais que se dedicam a criar a melhor experiência durante as aulas e manter o envolvimento de cada participante.

3.      Proporcionando o consumo de conteúdo em ambientes que estimulem o foco

É muito difícil manter o foco para conseguir entrar no fluxo de aprendizagem no ambiente de trabalho, principalmente quando se divide espaço com outros profissionais ou quando você trabalha externamente, como é o caso de vendedores e representantes, por exemplo.

Certamente, o ideal é que os colaboradores façam os treinamentos em locais que possibilitem a concentração, preferencialmente em um ambiente silencioso e que promova atenção plena – o que não é o caso da empresa.

Sendo assim, o ensino digital permite que o estudante acesse os conteúdos no momento em que estiver mais focado e sem distrações. Isso pode ser poucas horas antes de dormir ou aos finais de semana, por exemplo. Com isso, aumentam as chances de ativar o fluxo e aprimorar o aprendizado.

4.      Utilizando plataformas que promovem mais liberdade e feedbacks frequentes

Em treinamentos presenciais não há tanta liberdade para fazer as aulas no seu tempo e receber feedbacks direcionados de quem está ministrando o curso.

No entanto, isso é essencial no fluxo de aprendizagem. É preciso que os alunos possam tanto fazer uma autoavaliação quanto receber um feedback frequente e específico de acordo com as suas necessidades e evolução.

O ensino digital permite que cada usuário avalie o seu progresso na plataforma, por meio de indicadores e resultados automáticos e instantâneos que aparecem no ambiente virtual. Inclusive, esse é um excelente incentivo para que eles continuem consumindo as aulas, pois muitos ativam o comportamento competitivo e desejam obter melhores resultados que os demais.

Além disso, ao avaliar a evolução é possível direcionar os esforços para estudar os assuntos em que há mais dificuldades, deixando a aprendizagem mais assertiva e eficiente.

Considerações finais

Por fim, como você pôde ver, o fluxo de aprendizagem no EAD ajuda a melhorar o aprendizado, promove mais produtividade e aumenta o engajamento dos colaboradores, assim como os resultados como um todo da empresa.

Se você precisa de ajuda para criar um treinamento digital que aumente as possibilidades dos seus colaboradores atingirem o fluxo, entre em contato com um dos nossos especialistas pelo chat. Estamos online!

outros artigos

Cursos de Prateleira

COPYRIGHT © 2020. TOT EDUCAÇÃO CORPORATIVA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE