Storytelling-TOT

Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

Durante a infância, as histórias são as responsáveis por causar as primeiras conexões e emoções. Não é à toa que a Disney já foi eleita a marca mais poderosa do mundo e está no Top 10 das mais valiosas.

Porém, o que muitas pessoas não sabem é que essa estratégia também é eficaz para adultos. Por isso, tem sido bastante utilizada por empresas que buscam se conectar com o público-alvo e com isso trazer impactos positivos para os negócios.

Mas, como criar um storytelling eficaz e que traga resultados efetivos?

Essa pode não ser uma tarefa fácil. No entanto, continue a leitura para conferir as principais técnicas que vão te ajudar a criar uma história envolvente para a sua marca.

O que é storytelling?

Storytelling é um termo em inglês que significa narrar histórias. Essa narração pode acontecer de diversas maneiras, por meio de palavras, imagens, sons e vídeos, por exemplo.

A escolha de cada recurso vai depender do público-alvo e do que melhor se adequa às suas necessidades.

Não há um meio melhor ou pior que o outro, inclusive, alguns se complementam. É possível até mesmo utilizar todas as ferramentas simultaneamente.

O objetivo principal dessa estratégia é criar uma conexão com a audiência. Mas, para que isso aconteça é necessário conhecer bem a persona do negócio e deixar a mensagem o mais personalizada possível.

O storytelling é bastante utilizado nas áreas de publicidade, marketing e propaganda. Para as marcas, esse método é utilizado para criar proximidade com o público-alvo.

No marketing digital, a técnica de contar histórias está ganhando cada vez mais força. O storytelling é utilizado no lançamento de novos produtos e serviços e para conquistar e fidelizar clientes, por exemplo.

Usando essa estratégia, é possível criar gatilhos mentais nas pessoas, que vão influenciar na sua decisão de compra.

Cases de sucesso do storytelling

Confira abaixo alguns exemplos de marcas que criaram um storytelling de sucesso:

  •       Always: Like a Girl: A campanha consistia em utilizar a frase “você faz isso igual uma garota” de forma positiva. Mostrando que as mulheres podem fazer qualquer coisa que desejarem, independentemente de estarem no período menstrual. Isso causou bastante conexão com a marca, trazendo uma imagem positiva que é lembrada até hoje.
  •     Heineken: Mulheres também curtem futebol: A campanha conta uma história envolvente e divertida que brinca com o pensamento comum de que as mulheres não gostam de futebol.
  •     Patagônia: Essa marca de roupas utiliza fotos de clientes reais para contar histórias e assim criar conexão com os consumidores.

Como criar um storytelling

Agora que você já sabe a importância de contar histórias para as marcas, confira como criar um storytelling.

1.       Conheça a sua empresa: Antes de investir na criação de um storytelling, você precisa conhecer a fundo a sua marca. Quais são os seus valores, qual é a mensagem que você quer transmitir e de que forma deseja se conectar com o seu público.

2.       Conheça a persona: Conhecer a persona do seu negócio é fundamental para que você possa definir os tópicos da etapa seguinte. É esse estudo que vai dizer qual será a melhor maneira de atingir as dores dos seus clientes em potencial.

3.       Planejamento: Identifique de qual forma você irá utilizar as informações que recolheu na etapa anterior. Lembre-se que para funcionar, o storytelling precisa ser envolvente e dinâmico. Histórias desmotivantes não trazem resultados.

4.       Atente-se aos detalhes: Para que a história crie maior conexão é preciso definir alguns pontos simples, mas que fazem total diferença, tais como: qual será o tom de voz do narrador, qual será o tipo de linguagem utilizada e quais elementos serão adicionados para reforçar a mensagem.

5.       Adapte a história de acordo com o recurso utilizado: É importante que a mensagem seja transmitida com clareza e agilidade. Se o storytelling for em vídeo, esse deve ser mais assertivo e direto, focando sempre no objetivo principal. No entanto, se a história for contada no blog, por exemplo, é possível explorar a técnica com mais detalhes.

6.       Pense na narrativa: A sua história deve ter ritmo para que seja possível engajar a audiência, fazendo com que ela queira saber o final da história. Por isso, é interessante criar estratégias que atraiam o interesse, tais como momentos de tensão e reviravoltas.

Inspire-se nas jornadas clássicas

Criar um storytelling não é uma tarefa fácil. Por esse motivo, você pode começar se inspirando nas jornadas de histórias clássicas, que normalmente têm bom desempenho.

A jornada do herói é um dos modelos mais utilizados, saiba mais a seguir:

A jornada do herói

Essa é uma forma de contar histórias em que o personagem principal tem que superar vários desafios e adversidades para se tornar um herói.

Esse conceito tem 12 passos, veja abaixo:

#1 O mundo comum:

Começa com o protagonista se apresentando como uma pessoa comum para criar maior conexão com o público.

#2 O chamado da aventura:

Essa parte da história é o momento em que o personagem deve encarar uma missão ou desafio que o tire da zona de conforto.

Normalmente, concluir essa jornada representa algo muito importante para o protagonista, como salvar a sua família, por exemplo, fazendo com que a única opção seja alcançar o sucesso.

#3 Recusa do chamado:

Conforme vimos anteriormente, no começo o herói se apresenta como uma pessoa comum. Por esse motivo, a sua primeira reação é recusar o chamado.

Isso pode acontecer por problemas que gerem conexão com o público, tais como: medo, insegurança, baixa autoestima etc.

#4 Encontro com o mentor:

O mentor é a peça-chave para que o protagonista aceite o seu chamado e siga o seu destino. 

Nessa etapa o herói também pode receber algum suporte para alcançar o seu objetivo, como uma arma secreta (um livro, um treinamento, um curso), um sinal sobrenatural/divino. Essa escolha vai depender diretamente do nicho do seu produto.

#5 Novo mundo:

Essa é uma etapa muito importante da jornada do herói. Podemos considerá-la como um tópico fundamental para criar um storytelling.

É nesse momento que o personagem descobre um segredo importante, tem uma nova ideia, uma perspectiva diferente sobre o problema. Essa é a fase em que ele vai encontrar “uma luz no fim do túnel”

#6 Acontecimentos e personagens secundários:

Para que a jornada fique mais interessante, é preciso criar contratempos, inimigos e aliados. Ao mostrar a sua desenvoltura perante os problemas, o herói tende a conquistar mais o público.

#7 Momento reflexivo:

Nessa etapa da jornada o protagonista começa a questionar suas habilidades. Por isso, ele deve enfrentar novamente os seus conflitos internos para estar totalmente preparado para a “batalha final”.

#8 A provação:

É o principal e pior desafio que o herói tem que enfrentar durante a sua jornada. Porém, com todo o conhecimento e experiência adquiridos ao longo da história, ele consegue enfim superar o confronto.

#9 A recompensa:

É o prêmio que o protagonista recebe por ter concluído a sua missão.

#10 De volta às origens:

Essa etapa é quando o herói volta para o local de início. Durante esse processo o protagonista pode ter que fazer escolhas decisivas ou ter reflexões importantes.

#11 A ressurreição:

Momento em que o inimigo retorna para uma batalha final, surpreendendo a audiência com esse ato inesperado. Por fim, ele deve superar de vez o problema.

#12 O retorno:

É quando o herói retorna para casa triunfante e recebe o devido reconhecimento. Dessa forma, o herói termina a sua missão com uma nova identidade e a “moral da história” é revelada.

Considerações finais

O storytelling é uma excelente forma de construir autoridade e capturar a atenção do seu público. No entanto, conseguir engajamento, cliques e conversões com essa técnica não é tão simples como parece.

Existem modelos que podemos seguir e que nos dão um norte para criar uma história atrativa, mas isso não funciona como uma receita de bolo.

Contar com o apoio de uma empresa especializada é muito importante para a construção de um storytelling envolvente.

Conheça alguns dos nossos cursos de prateleira que também utilizam essa metodologia.

Quer saber como aplicar os passos da jornada do herói no seu negócio? Entre em contato com um dos nossos especialistas experientes pelo chat.

outros artigos

Cursos de Prateleira

COPYRIGHT © 2020. TOT EDUCAÇÃO CORPORATIVA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE