Compartilhe este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no twitter

A tecnologia está cada vez mais aprimorada. Em termos de cenários e personas, será que é possível representar o mundo real no digital?

Essas ferramentas são utilizadas para garantir que os projetos tenham um resultado o mais próximo possível da realidade do usuário. Seja em um jogo, em uma plataforma de educação ou qualquer outra situação que se proponha recriar um evento ou ambiente real.

De forma geral, quando falamos na experiência do usuário, há como objetivo contar uma história e a partir dela realizar uma tarefa.

Aplicando personagens e cenários é possível, por exemplo, demonstrar como Maria utiliza o sistema de gestão da empresa em que trabalha, ou como João faz para montar a embalagem para transporte dos produtos da empresa de forma a evitar avarias.

As possibilidades de uso dessas estratégias são infinitas, basta apenas adaptá-las à realidade do seu negócio. E é exatamente sobre isso que vamos tratar hoje. Confira!

O que são as personas?

As personas são personagens fictícios elaborados para representar algo ou alguém. Por exemplo, em um jogo online, os personagens que utilizamos para realizar as tarefas são personas. No GTA San Andreas temos como protagonista o Carl “CJ” Johnson.

Mas não é só no mundo dos games que os personagens são utilizados. Na área dos negócios, os personagens podem ser utilizados para representar a marca, como é o caso da Lu do Magalu.

Já na educação, é possível criar personas para auxiliar no entendimento de conteúdos ou até mesmo fazer parte de cenários na utilização da realidade virtual.

E os cenários?

Os cenários são utilizados de forma semelhante as personas, e podem representar um ambiente imaginário criado especificamente para alguma finalidade ou então simular um ambiente real.

É bastante comum o uso de cenários em treinamentos para simular eventos ou situações comuns no dia a dia de profissionais. Na medicina, por exemplo, é possível realizar “cirurgias” em realidade virtual para treinar estudantes da área.

Também é possível simular a montagem de um equipamento ou representar situações perigosas, como salvamento em incêndios.

Os cenários são tão importantes quanto as personas, pois possibilitam uma interação mais real entre o usuário e o conteúdo apresentado.

Como usar personagens e cenários para encontrar soluções reais

Personagens e cenários fictícios também são úteis para encontrar soluções eficazes para problemas reais. Por meio deles é possível simular diversas etapas de uma situação e encontrar a melhor estratégia para resolução dos problemas.

Utilizando essas ferramentas é possível interagir com uma situação comum antes que ela realmente aconteça, dessa forma, quando de fato ocorrer, você já está preparado e sabe quais ações tomar.

Em um curso, o uso de cenários e personagens permite estimular a imaginação e criatividade dos alunos na busca por alternativas e caminhos viáveis, estimulando o aprendizado, aumentando o nível de engajamento e elevando a retenção de conhecimento.

É por esse motivo que as empresas utilizam bastante essa estratégia em seus programas de educação corporativa.

Apesar de não ser cenários e personagens verdadeiros, é possível utilizar essa técnica para projetar necessidades reais, extraindo assim seus benefícios. Quanto mais detalhado e próximo da realidade for a simulação, mais eficaz o projeto se torna.

Portanto, se a persona estiver bem baseada na realidade, o cenário também vai estar. Sendo assim, as projeções têm maiores chances de se concretizarem de acordo com o que foi treinado.

O uso dessas ferramentas como estratégia de ensino

Você já parou para pensar por que gostamos tanto de assistir filmes e séries ou ler livros? Sejam eles de ficção ou não, há uma coisa comum a todos que atrai a nossa atenção: A história, os personagens e o cenário.

Por puro entretenimento somos capazes de passar horas na frente da televisão ou do computador consumindo conteúdos. Alguns passam tanto tempo em frente as telas que as plataformas de streaming de vídeo enviam uma notificação para confirmar se de fato “tem alguém assistindo”.

Mas e se conseguíssemos toda essa atenção para algo mais produtivo como a obtenção de conhecimento e aprendizado de novas habilidades e competências?

A verdade é que isso já é possível, utilizando os cenários e personagens para compor histórias em estratégias de ensino.

O método mais comum nesse sentido é a gamificação direcionada para a aprendizagem. Por meio dela é possível simular situações e eventos frequentes, estimular a capacidade de resposta dos estudantes e analisar os impactos que as decisões teriam na vida real.

Os games para a educação não são uma estratégia recente. Diversas instituições utilizam dessa prática para tirar o máximo proveito dos alunos durante os treinamentos, inclusive no mundo corporativo. Saiba mais a seguir sobre os benefícios dessa modalidade no ensino empresarial.

Cenários e personagens na educação corporativa

Qual é a melhor maneira de estabelecer uma comunicação mais assertiva com seus funcionários durante um treinamento?

Com certeza por meio dos personagens e cenários representativos, afinal, eles permitem uma fácil compreensão dos alunos sobre o assunto que está sendo tratado, além de melhorar significativamente a experiência de aprendizagem.

Se o seu objetivo é desenvolver as soft skills nos colaboradores, esse também é um excelente recurso. Isso porque é possível criar um cenário com situações e personagens, e nesse contexto, o profissional deverá tomar decisões com base no que for apresentado para ele.

Isso estimula a sua capacidade de raciocínio e lógica, identificando os possíveis caminhos e as consequências que cada ato pode ter, e como isso pode afetar o mundo real, sem de fato causar prejuízos a empresa ou aos clientes.

Sendo assim, essa estratégia pode ser utilizada para estimular uma mudança comportamental nos colaboradores da empresa.

Por fim, conforme você pôde ver, o uso de personagens e cenários pode ser extremamente benéfico para o desenvolvimento da sua equipe e da sua instituição como um todo. O uso de recursos para a educação corporativa não é um gasto, é um investimento necessário para aumentar o desempenho do seu negócio futuramente.

Se você deseja incorporar essas ferramentas nos treinamentos da sua empresa, mas não sabe por onde começar, entre em contato conosco. Temos um especialista online disponível para te ajudar!

outros artigos

Cursos de Prateleira

COPYRIGHT © 2020. TOT EDUCAÇÃO CORPORATIVA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

POLÍTICA DE PRIVACIDADE